Grupo de intervenções urbanas realiza nova ação na próxima segunda-feira

Written by admin on . Posted in Reportagens

Projeto Corpo, Tempo e Movimento ganha nova ação no dia 6 de junho, às 11h, no largo da Alfândega

Fotos Clara Meirelles e Pedro Alípio

Dança Coral, segunda ação do projeto Corpo, Tempo e Movimento, é uma intervenção urbana realizada no último sábado, na avenida Beira-mar Norte, com um percurso que se estendeu para a Ponta do Coral. Cerca de 80 pessoas acompanharam as intérpretes Diana Gilardenghi e Sandra Meyer em diferentes momentos e espaços daquela área. Todos vestindo preto, máscaras e luvas negras. Na intenção de ocupar a cidade e convidar “à partilha de uma experiência idílica atravessada por contradições”, emergem vestígios das danças corais vanguardistas e o desejo de instaurar um espaço coletivo à Beira-mar.

Entre as questões levantadas pelo projeto lançado no 9° Múltipla Dança, que encerrou no domingo, estão duas indagações: conservação de uma paisagem pitoresca ou afirmação de um lugar de resistência ou que dança seria possível na relação com essa natureza que se apresenta como efeito da ação exploratória?

A próxima das seis ações do projeto Corpo, Tempo e Movimento articulado pelas pesquisadoras Milene Duenha e Paloma Bianchi será no dia 6 de junho, às 11h, no largo da Alfândega. “Linhamar” estenderá entre os passantes uma linha, convida à lembrança de outro tempo vivido na cidade. As perguntas são outras: até onde vinha o mar? Agora, o desejo quer instaurar o espaço dos afetos e das memórias do lugar onde vivemos. Na Ilha do Desterro havia mais mar do que se vê e mais histórias do que se pode imaginar.

SERVIÇO

Local: Largo da Alfândega, Centro, Florianópolis
Data: 06/06/16, 11h
Duração: 40 minutos
Classificação etária: livre
Lotação: não há

Em caso de chuva, a ação será cancelada.

Linhamar

Uma linha estendida entre os passantes é o convite à lembrança de outro tempo vivido na cidade. Até onde vinha o mar? é a pergunta que instaura o espaço dos afetos e das memórias do lugar onde vivemos. Na Ilha do Desterro havia mais mar do que se vê e mais histórias do que se pode imaginar. A dança se apresenta como impulso que presentifica um espaço-tempo.

FICHA TÉCNICA

Artistas: Diana Gilardenghi e Sandra Meyer
Articuladoras/interlocutoras: Milene Duenha e Paloma Bianchi
Criação e concepção: Diana Gilardenghi, Milene Duenha, Paloma Bianchi, Sandra Meyer
Figurinista: Alice Assal
Design de objeto: Roberto Gorgati
Filmagem e edição: Alan Langdon
Edição de Som: Hedra Rockenbach
Assessoria de Imprensa: Néri Pedroso
Fotografia: Pedro Alípio Nunes
Design gráfico: Teresa Siewerdt
Produção executiva: Gabriel Campos

Projeto realizado com o apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura, FUNCULTURAL e Edital Elisabete Anderle/2014.

Links https://www.facebook.com/corpotempoemovimento/