Oficina de Teatro para adolescentes

Written by admin on . Posted in Reportagens

Texto e fotos: Juliana Fernandez, Ana Carolina Inácio, Camila Valgas e Fernanda Mueller.

O departamento artístico e cultural da UFSC promove uma oficina de teatro para adolescentes, com a finalidade de promover o intercâmbio artístico-cultural entre a Universidade e a Comunidade. 

foto 1 red

Jovens de 13 a 20 anos participam da Oficina, apresentando as peças de teatro nas escolas públicas de Florianópolis, em eventos culturais, festivais e mostras de teatro.

foto 2 red

“Faço teatro há seis meses, comecei porque era muito tímida e queria perder um pouco disso. As aulas têm me ajudado muito, consigo ser mais desinibida porque aqui todo mundo se solta” comenta Carolina Sampaio. 

foto 3 red

A aula consiste na investigação do espaço cênico, na pesquisa do movimento corporal nesse espaço, na expressão vocal e rítmica do aluno-ator, que também aprende sobre os elementos que compõem o cenário, o figurino, a iluminação e a sonoplastia pertinentes à produção teatral.

foto 4 red

Vitor Fernandes diz: “No teatro eu posso ser quem eu quiser, isso é muito libertador. Não tem nada me prendendo, sabe? Dá pra soltar a imaginação sem ter medo de julgamentos”.

foto 5 red

O teatro pode melhorar a autoestima e o autoconhecimento, melhora a timidez e as habilidades para se comunicar com os outros, auxilia na consciência corporal, ensina a trabalhar em grupo e ainda expande o lado cultural do aluno.

foto 6 red

As peças que são apresentadas nas escolas, em eventos culturais e festivais, promovem a troca de experiência entre os adolescentes e a comunidade, além de contribuir para a formação do público infanto-juvenil. E ainda ajudam com as atividades artístico-cultural nas escolas e na comunidade, permitindo a troca de experiências entre os adolescentes.
foto 7 red
“O teatro não tem contra-indicação! Promove o autoconhecimento e desenvolve a autoconfiança nos jovens, além de ser excelente para aprender a ouvir o próximo. Todo mundo deveria fazer teatro pelo menos uma vez na vida”, diz a professora Maria de Fátima de Souza.
foto 8 red