Último dia de observação de Marte no Observatório da UFSC

Mesmo com  o céu encoberto, o Observatório da UFSC está movimentado esta semana devido ao fenômeno conhecido como “oposição de Marte”. O planeta está  mais perto da Terra por aproximadamente duas semanas, em oposição ao Sol.  Essa proximidade aumenta a intensidade do brilho e propicia a observação. Hoje é o última oportunidade para ver o planeta vermelho através do telescópio da UFSC  – o que será possível  se não houver presença de nuvens.

Quatro dias se passaram desde o começo das observações, mas os únicos que conseguiram presenciar o fenômeno através das lentes foram aqueles que compareceram na terça-feira (8) ao Planetário. A visitação, que deveria durar das 18h30 às 22h, foi estendida até as 23h20 por causa das filas: cerca de 400 pessoas foram ao local. O aluno de física, Edson Cesar, já concluiu o estágio no Observatório, mas foi convocado para auxiliar os atuais bolsistas devido a quantidade de visitantes.

Marte se aproxima da Terra a cada 26 meses, e neste momento se encontra a 96 milhões de quilômetros do nosso planeta.  Devido às diferenças de órbita de ambos, a cada encontro a distância varia. Em agosto de 2003, ele ficou apenas 55,8 milhões de quilômetros da Terra – aproximadamente metade da distância de março de 2012 , de 100,9 milhões. Em diferentes momentos, o planeta pode ser visto no céu à olho nu, porém apenas como um ponto brilhoso, semelhante a uma estrela.

Mais informações sobre o evento abaixo:

[swfobj src=”http://cotidiano.sites.ufsc.br/wp-content/uploads/2014/04/Infográfico-Marte2.swf” width=”700″ height=”300″]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.