Arte em madeira renova a rotina de aposentado

Texto e fotos: Beatriz Santini

CAPA

Nascido na Barra do Ribeiro, Rio Grande do Sul, Nilo Silveira sempre trabalhou muito.  Durante a sua infância, trabalhava no campo, e depois quando mudou para a cidade grande, lidou muitos anos com propaganda, produzindo brindes para diversas empresas. A arte até então nunca tinha sido algo presente na sua vida, pelo menos não até o ano passado.

Durante um almoço de família, sua esposa comentou: “Nilo, precisávamos de uns apoios para panelas…”. Foi aí que a ideia surgiu. Sempre muito criativo, o Sr. Nilo teve a ideia de usar alguns troncos secos que havia encontrado para servir de apoio na mesa. Para dar um charme maior, ele resolveu usar uma furadeira para fazer alguns desenhos. Ele ainda não sabia, mas aquilo ia trazer um novo universo para a sua vida.

Quando os apoios de panela ficaram prontos, todos elogiaram muito e se surpreenderam com a beleza do material. Assim, o Sr. Nilo se sentiu incentivado a fazer mais trabalhos com a madeira. Começou produzindo outros apoios de panela, depois porta-chaves e bandejas, tudo com traçados e pinturas muito simples. Hoje, com 72 anos, Nilo produz quadros e relógios com belíssimas pinturas, cheias de detalhes e efeitos de luz e sombra, em tinta acrílica. Mas como, se ele nunca teve nenhuma aula de pintura?

15Sr. Nilo diz que também não sabe, mas que aquilo era algo que estava dentro dele e ele não tinha percebido. Hoje, aposentado e morando em um sítio em Piraquara – PR, junto com a sua esposa, a pintura é sua principal atividade durante o dia, e o mantém ativo, ocupado e animado.

16Tudo começa com a escolha da madeira. Sr. Nilo costuma usar  Imbuia, Arueira, Pimenteira, Carvalho e Ipê. As fatias então precisam secar. O ideal é que seja na sombra, pra ter menos risco de rachar e se tornar inutilizável, mas mesmo assim às vezes isso acontece. Com a “bolacha” – como ele gosta de chamar – pronta para o uso, é preciso escolher o desenho.

Sr. Nilo se inspira em figuras achadas em revistas, livros de pintura e internet. Ele conta que desenhar não é o seu forte, o que ele faz mesmo bem é pintar! Então ele copia os traçados principais do desenho para a madeira, e com uma furadeira de ponta bem fina, refaz o traçado na peça. Depois vem a parte da mistura das tintas para se obter as cores desejadas, e aí sim ele pode começar a pintar.

Dependendo do nível de dificuldade do desenho escolhido, Sr. Nilo fica até 4 dias produzindo apenas uma peça. É um trabalho delicado, que exige concentração, inspiração e foco. Por isso, sua antiga casa transformou-se em seu atelier, e é ali que ele passa as horas do dia com toda atenção voltada para a sua arte. Seus cachorros, Vivi e Black, costumam ir até a casinha para fazer-lhe companhia, e assim os dias vão passando, e a sua pintura, se aperfeiçoando a cada dia.

 

Confira na galeria fotográfica o trabalho do Sr. Nilo Silveira:

 

[widgetkit id=9066]

Um comentário em “Arte em madeira renova a rotina de aposentado

  • 2 de junho de 2015 em 19:04
    Permalink

    Tche Nilo, maravilha de trabalho, gostaria de poder ter duas pecas para o meu acervo, uma direcionada a pesca de praia, e a outra direcionada ao Gaucho, algo que você goste por D+, valeu, fico no aguardo de sua resposta ref. a custo e remessa, um grande abraco Macanudo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.