Balbúrdia: equipe de Goalball da UFSC garante vaga no campeonato nacional

Reportagem de Mariana Machado

Quatro modalidades esportivas são oferecidas pelo curso de Educação Física para pessoas com deficiência, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente, essas modalidades são o handebol e o tênis em cadeira de rodas, também o atletismo adaptado e o goalball. E é justamente essa última modalidade que a editoria Balbúrdia apresenta agora. O “Projeto Sábado no Campus Esportes Adaptados: iniciação e treinamento de Goalball” existe desde 1996 e foi idealizado pelo professor Luciano Lazzaris.

O projeto visa, além de proporcionar treinamento na modalidade, aprimorar a saúde da pessoa com deficiência visual em todos os aspectos e incluir os atletas de maneira mais ativa na sociedade. “Quando a gente olha para as pessoas com deficiência, a importância de um trabalho como esse se amplia, porque eles não têm oportunidade de praticá-lo fora da universidade. Não é só uma oportunidade prática só esportiva, é de participação social. Eles atuam pouco no mercado de trabalho e encontram muitas barreiras. Eu enxergo esse espaço como um espaço de pertencimento, deles se sentirem atuantes, verdadeiros atores da sociedade”, diz a atual coordenadora do projeto, Bruna Seron.

E o goalball possui uma característica particular, que é a participação em competições oficiais. Os atletas foram campeões do regional sul, representando a UFSC/Florianópolis, o que garantiu à equipe uma vaga na série A do campeonato nacional. Isso reflete a seriedade com que os atletas praticam o esporte.

E não só os atletas que são beneficiados, mas também os alunos do curso de Educação Física. Atualmente, cinco alunos participam do projeto e um deles de maneira voluntária. “Se a gente for observar a atuação deles, a experiência, a questão de se lidar com a pessoa com deficiência, de liderar uma equipe, pensar num treino, tudo isso pra eles é muito significativo e agrega demais na formação deles como profissionais”, explica a coordenadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.