Vendedores oferecem lanches caseiros no CSE

Texto e fotos: Elva Gladis, Larissa Gaspar e Samantha Sant’ana

Edição: Mariana Rosa (mari.rosa.90@gmail.com)

Quem nunca trocou um café da manhã por um salgado ou até um doce na lanchonete? Os estudantes do Centro Socioeconômico (CSE) da UFSC não contavam com essa opção e muitas vezes perdiam tempo se deslocando para outros centros – ou até deixavam de lado suas refeições. Mas há cerca de um semestre, mães e pais de estudantes aproveitaram essa necessidade para oferecer uma opção mais “caseira” aos alunos e professores.

Bolo de cenoura, sanduíches, doces e café com leite,  são os itens mais procurados nos intervalos das aulas. Os pais montam seus pontos de venda na frente do CSE, em pequenos espaços com várias mesas. Dona Ana Maria, 52 anos, fica de segunda a sexta, das 8h30 às 10h30,  e diz que não gosta de faltar porque se preocupa com os estudantes. Às vezes chega a vender sem cobrar, quando os alunos não podem pagar na hora, e nem se preocupa com o reembolso.

Dona Maria conta que o mais pedido é o bolo de cenoura, afinal, não há um estudante que não se lembre daquela receita de sua mãe. O faturamento com as vendas nos intervalos varia de R$100 a R$200 por dia.

[widgetkit id=3199]

Ramon Otacílio de Assis, 19 anos, também fica o dia inteiro revendendo doces como brigadeiro e trufas. Ele nos conta que os estudantes são atraídos pelos preços baixos comparados às lanchonetes – os valores variam de R$2 a R$4. Assis também destaca uma preocupação comum a todos que oferecem o serviço: “O que nos permitiu vir aqui é a falta da lanchonete neste Centro, porém, ela já está em construção e quando terminada, sabemos que não poderemos mais estar aqui”.

Quem vai para o CSE também pode encontrar um sotaque de fora vendendo o famoso “condesa” por R$0,50, doce de receita chilena parecida com a broa. Frank Ajata, chileno, está validando seu diploma no Centro Tecnológico da UFSC junto com sua esposa, e tem um filho matriculado no Colégio Aplicação da UFSC. Além da condesa, também vende sanduíches naturais e café com leite. Ele conta que, acima de tudo, o que mais gosta em seu trabalho é ver os alunos satisfeitos e dando valor aos serviços oferecidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.