Tranquilidade da Praia do Saquinho dispensa confortos urbanos

Texto e fotos: Matheus Alves (matheusalvesdealmeida@gmail.com)

Depois do final da rodovia SC-406, seguindo pela Estrada João Belarmino da Silva no bairro Pântano do Sul, está a trilha que conduz a última Praia do Saquinho, última região habitada no sudeste de Florianópolis. Escondidas por árvores e acessadasl por uma trilha de 1,3 quilômetros, pequenas casas rústicas criam uma pequena comunidade. Na realidade, a maior parte das casas ficam o dia inteiro fechadas e desabitadas, talvez esperando ocasionais visitas de proprietários pescadores ou turistas que chegam durante o verão.

A agua não é encanada, nem chega energia elétrica e outros benefícios urbanos. No Saquinho, a paz é atrativo que substitui o conforto. Um bar pequeno mantido por uma das poucas famílias que vivem no local vende bebidas durante o dia. Turistas normalmente chegam já abastecidos com os suprimetos que precisarão. Pescadores e aventureiros podem ser encontrados acampando em clareiras da floresta.

A trilha mais utilizada para chegar ao Saquinho inicia-se no final da Praia da Solidão. Não há como se perder desde que se siga sempre o caminho traçado por uma faixa estreita de asfalto sem desvios. A subida é íngreme, mas entrecorta-se por clareiras que são mirantes naturais para a paisagem do Pântano do Sul e do arquipélago desabitado das Ilhas das Três Irmãs. O percursso tem extenssão de 1300 metros, e demora cerca de 45 minutos.

Outra opção é explorar a trilha que liga o sudeste ao sudoeste de Florianópolis, um caminho pouco transitado que parte do Saquinho e chega à Naufragados. A vereda não recebe muitos visitantes por sua dificuldade: a mata é muito fechada em alguns trechos. Os andarilhos passam por belas  panorâmicas da extenssão de mata atlântica, e conhecem pequenas praias desertas. Com 8200 metros, é recomendável não se aventurar por ela sem um guia.

O mar do Saquinho é aberto para o oceano, as àguas cristalinas e frias agitam-se em pequenas e fortes ondas. Golfinhos e baleias aparecem às vezes durante as épocas de reprodução . Na praia, a faixa de areia branca possui uma extenssão de aproximadamente 700 metros, e varia a largura entre três à 40 metros dependendo da maré. A orla é dos dois lados delimitada por pedrarias cobertas por mariscos. Durante o dia, não é raro ver os visitantes arrancando-os das pedras para preparar cozidos.

[widgetkit id=7529]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.