Música se torna remédio para o stress com Fidélis Meneses

Texto e fotos: Beatriz Santini (beatrizfsantini@gmail.com)

A rua Felipe Schmidt, uma das mais movimentadas do Centro de Florianópolis, é o destino de quem quer fazer boas compras por um bom preço. E também é a rua escolhida pelo músico Fidélis Meneses, cearense de Ubajara, para sentar com seu violão.

O músico está em Florianópolis há três meses, e escolheu a cidade pois queria conhecer o sul do Brasil e já tinha amigos por aqui. Fidélis trouxe consigo os CDs gravados no Ceará, seu violão, e a vontade de remediar as pessoas através da música, como ele mesmo diz. “As pessoas estão correndo muito, a música pode ser um antídoto para esse stress”.

Fidélis tem 28 anos, e não almeja se transformar em um cantor famoso ou ganhar muito dinheiro com a música. O que ele realmente gosta é de tocar as suas canções preferidas nas ruas, e é isso que pretende continuar fazendo por aqui. Entre versos de Lenine e acordes de Elis Regina, Fidélis cativa os apressados que passam ao seu redor, e com a sua voz potente e afinada, faz os passos desacelerarem, pararem e apreciarem um pouco da arte.

O chapéu fica no chão à sua frente, e em nenhum momento ele pede por contribuição. Todo o dinheiro que recebe vem da vontade própria dos que gostaram da sua iniciativa. Alguns dão dois reais, outros cinco, mas se alguém der mais de dez ele faz questão que a pessoa leve um dos seus CD’s. Fidélis não ganha uma fortuna todos os dias, mas garante que consegue se sustentar. Para ele, assim está tudo bem.

[widgetkit id=6883]

Se ficou com vontade de ouvir o som feito por ele, assista os vídeos a seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.