Muay Thai: conheça a luta milenar que está conquistando as academias brasileiras

Texto e arte: Luíza Giombelli (luizamgiombelli@gmail.com)

As lutas marciais sempre fizeram sucesso mas, nos últimos tempos, o Muay Thai, também conhecido como a arte marcial das 8 armas, tem ganhado mais espaço, em parte por causa da crescente fama do MMA. Outra razão são os treinos, que atraem pessoas interessadas em perder peso, já que são baseados quase totalmente em exercício aeróbico intenso. A prática dessas atividades faz com que a perda de calorias seja muito grande e as mudanças no corpo sejam percebidas com poucas semanas de aula.

O Muay Thai é uma arte marcial de ataque e de golpes traumatizantes, em que o objetivo é nocautear o adversário. As “oito armas” são os dois punhos, os dois cotovelos, os dois joelhos e as duas canelas, o que possibilita uma grande variação de golpes. Para os que querem competir, é uma luta bem violenta, sem muita movimentação. “Os adversários ficam parados um na frente do outro e o que aguentar mais ganha”, conta o professor de Muay Thai, Gustavo Rocha, dono da academia de Muay Thai Strikers Diamonds Team, no bairro Campinas. Segundo Rocha, os treinos não são para qualquer um. Eles exigem muito do atleta, que algumas vezes chega a dar 2000 chutes em um treino de 1h30min.

[widgetkit id=2618]

 

kruangs

Tradicionalmente, o critério de avaliação do nível de um lutador é a quantidade de lutas das quais ele já participou e é divido por Classes A, B e C. O professor Gustavo Rocha explica que isso acontece porque na Tailândia, por exemplo, é muito comum crianças de sete, oito anos já começarem a lutar. Como os campeonatos da modalidade ocorrem mais frequentemente no país, aos 17 anos esses jovens já têm aproximadamente 90 lutas de experiência. Portanto, um lutador com 200 lutas, por exemplo, é de classe A; um com 100, de Classe B.

Mas no Brasil, essa forma de avaliação não funcionaria, porque campeonatos de Muay Thai não são muito frenquentes. Por isso, foi criada uma nova forma de classificar os lutadores, válida somente aqui no Brasil. Essa avaliação é feita por meio das kruang ruang, pequenas fitas que a pessoa coloca no braço e que indica em que nível de Muay Thai ela está. Os níveis são diferenciados por cores, que vão da branca até a preta (Fig. 1, abaixo). A passagem de um aluno de uma cor para outra depende do método de treino da equipe. Para o professor Rocha, a participação do aluno e o senso de liderança são as características mais valorizadas. Segundo ele, se a pessoa treina por 5, 6 anos, já chega na kruang preta, a graduação máxima.

Para saber um pouco mais, navegue no infográfico abaixo:

[swfobj src=”http://cotidiano.sites.ufsc.br/wp-content/uploads/2013/09/muaythai.swf” width=”700″ height=”465″]

 

Serviço:

Muay Thai Floripa

Boxe Thai Floripa

Academia Prime

Strikers Diamond Team

Confederação Brasileira de Muay Thai 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.