Mais uma morte em Florianópolis – Prefeito promete ações

Storify: Luíza Giombelli (luizamgiombelli@gmail.com)

No último domingo, 18 de agosto, mais um ciclista morreu atropelado em Florianópolis. O acidente aconteceu na SC-401, próximo à entrada de Ratones. Diante do número crescente desse tipo de acidentes envolvendo ciclistas, a discussão sobre os problemas – e possíveis melhorias – no sistema cicloviário de Florianópolis está ganhando cada vez mais espaço. Nesse mesmo final de semana, na sexta-feira, depois de ter percorrido de bicicleta o trajeto da prefeitura até o bairro João Paulo, o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, prometeu uma reunião ainda essa semana com as associações de ciclistas da cidade.

A reunião servirá para definir quais são os caminhos mais utilizados, que depois serão reparados para dar mais segurança aos ciclistas. As próximas medidas seriam as finalizações de obras maiores, como a da ciclovia da Rua Vereador Osni Ortiga, na Lagoa da Conceição, e a duplicação da Rua Deputado Antonio Edu Vieira, sendo que esta última irá fazer parte do projeto de uma ciclovia que ligará a UFSC à UDESC.

A 7ª e mais recente ghost bike da Capital, foi instalada na rótula da praça Santos Dumont, onde a estudante da UFSC, Lylyan Karlinski Gomes, foi atropelada, no dia 1º de julho desse ano. A morte da estudante deixou ainda mais claras as falhas na infra-estrutura da cidade, e  que Florianópolis não tem ciclovias suficientes e apropriadas para garantir a segurança dos ciclistas.

Confira o storify abaixo com as últimas matérias publicadas aqui no Cotidiano UFSC e no jornal Diário Catarinense sobre o assunto:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.