Literatura e intervenção, nas redes e nas ruas

Texto: Mariana Rosa (mari.rosa.90@gmail.com)

Fotos: Mariana Rosa, Divulgação

“Eu era poeta e não sabia”, conta o estudante de Letras na UFSC Vinny Valcanaia. Apesar de escrever desde sempre, Valcanaia só se viu encorajado a tirar seus textos da gaveta quando conheceu, no início deste ano, a fanpage do coletivo Aqui Podia Ter Poesia no Facebook. Uma de suas primeiras colaborações, a poesia “Ama”, é uma das que mais repercutiu na página até agora, com mais de sessenta compartilhamentos– “acho que posso seguir em frente”, conclui o poeta.

Confira abaixo uma das colaborações recentes de Valcanaia para o Aqui Podia Ter Poesia:

PoesiaVinny

Foi com a proposta de despertar a poesia em lugares inesperados que o casal de namorados Rafaela Vieira e Thiago Funk começaram em fevereiro deste ano a fazer intervenções urbanas com colagens em paisagens bonitas e inspiradoras de Florianópolis que estavam esquecidas de alguma forma – casarões abandonados, por exemplo.

A ideia, conta Daniela, era ajudar as pessoas a recuperar a consciência poética e “acabar com a divisão entre a linguagem cotidiana e a erudita”.  Assim, o logo “Aqui podia ter poesia” passou a estampar ruas  da cidade e depois murais montados em eventos, convidando o público a se expressar.

Alguns meses depois o projeto foi além, com a criação de uma página do coletivo no Facebook e a proposta de publicar uma poesia por dia, enviada por colaboradores Vinny Valcanaia. O compartilhamento de frases de grandes autores, como por exemplo Clarice Lispector, em redes sociais é um exemplo da mistura entre dia-a-dia e literatura. Foi pensando nisso também que os idealizadores do coletivo decidiram investir neste formato de interação através das redes: “as pessoas precisam se expressar e se utilizam da literatura para isso”.

Nos últimos meses, o coletivo também organizou eventos inovadores na cidade como a exposição fotográfica Poeticagem, que trazia releituras de poesias no corpo de modelos. Durante a última edição do Ufsctock, no mês passado, o Aqui Podia Ter Poesia organizou uma oficina de colagens, veja algumas fotos na galeria:

[widgetkit id=3711]

Para Valcanaia, incentivar a participação do público é o principal diferencial do Aqui Podia Ter Poesia: “Muita gente se vê enquanto escritor e não se comunica. Só levar o texto pra frente não vai dar certo. É preciso fazer com que o público se movimente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.