Estudantes da UFSC mantêm vivas as tradições medievais

Texto: Natália Duane (nataliaduanedesouza@gmail.com)

Fotos: Mariana Rosa (mari.rosa.90@gmail.com)

Arte: Fernanda Struecker (fe.struecker@gmail.com)

A Idade Média foi realmente a época das trevas? Não é isso que pensam os membros do SCAM – Sistema de Combate com Armas Medievais -, que integra o Núcleo de Estudo Medievais Meridianum, da UFSC. Para a estudante da 10ª fase de história, Stephanie Sander, “a partir do momento que você começa a estudar, você percebe que muita coisa que existe hoje é herança dessa época”.

O interesse em estudar a Idade Média é visto com certo preconceito no Brasil, afinal, não é algo daqui. Nós não vivemos os tempos medievais, mas sofremos influências desse período uma vez que o país teve intensa colonização européia. A professora da USP especialista em literatura medieval, Lênia Márcia Mongelli, ao fazer uma comparação com o sertão, diz que o brasileiro também é fascinado pela imagem do herói. “O que são os cangaceiros e o livro Os Sertões senão uma novela de cavalaria?”.

O grupo busca a reconstituição histórica através da fabricação de equipamentos feitos de forma artesanal por eles próprios, reproduzindo as técnicas utilizadas em cada época.  O SCAM não estuda só a Idade Média Européia, apesar do foco na região: há também pesquisa sobre os povos  romanos, japoneses, celtas e vikings.

Os estudantes possuem livros, acervos virtuais, fotos de museus e estátuas como base para a confecção de arcos, flechas, escudos, armaduras, elmos e espadas. Eles realizam treinos semanalmente com o que é feito, reaplicando os movimentos de combates que eles conhecem de estudos prévios – tudo com segurança. As armaduras seguem os moldes das que era utilizadas nos séculos XIV e XV, período em que estavam mais completas, com joelheiras, cotoveleiras e elmos; as espadas tem fio achatado e “iniciantes” treinam com espadas acolchoadas.

Conheça algum dos equipamentos fabricados pelos integrantes do SCAM (clique nos nomes das vestimentas para saber mais):

[swfobj src=”http://cotidiano.sites.ufsc.br/wp-content/uploads/2013/08/scam1.swf” width=”700″ height=”465″]

O SCAM tem como objetivo recriar as artes medievais através de estudos, confecção de armas e treinos – que acontecem semanalmente-, além de resgatar a filosofia medieval. Nesta semana, os estudantes – ou melhor, cavaleiros – realizam uma exposição sobre a Idade Média, devidamente trajados: de armadura, elmo e escudo.  Equipamentos de diferentes épocas estão em exibição até amanhã, das 8h às 20h.

 

[widgetkit id=2296]

Um comentário em “Estudantes da UFSC mantêm vivas as tradições medievais

  • 8 de dezembro de 2013 em 21:00
    Permalink

    Gostaria de participar!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.