Comissão da Memória e verdade da UFSC resgata histórias da ditadura

Do dia 1 de abril de 1964 até 15 de março de 1985, brasileiros e brasileiras viram seus direitos e suas liberdades serem cassados ao enfrentar um regime ditatorial de extrema direita. O golpe contra o presidente João Goulart se deu com o pretexto de barrar a “ameaça comunista” e prometia ser breve. Foram 21 anos de opressão.

Por meio da força, a ditadura impedia qualquer manifestação da oposição. Apesar do regime ter cometido atrocidades, a Lei da Anistia, de 1979, inocentou todos os crimes políticos durante a ditadura, o que até hoje é criticado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). Embora os crimes não sejam punidos, a Comissão da Verdade tem sua importância por trazer para a atualidade um debate que havia se apagado com a Lei da Anistia.

Clique na imagem para abrir o especial

 

14341342_10208706630477043_1298902956_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.