As cores no muro

Texto e fotos: Marília Marasciulo (mariliamarasciulo@gmail.com)

A praia do Campeche está mais colorida. Há pouco mais de duas semanas, no sábado ensolarado do dia 27 de abril, um grupo de artistas se reuniu para grafitar o muro cinzento que vai até a beira da praia. Bonecos que parecem cartuns de desenho animado, uma mosca gigante e um anjo são algumas das figuras que agora cobrem a parede de 300 m de comprimento.

Segundo Japz, um dos grafiteiros, o organizador do encontro foi Rodrigo Teodosio, mais conhecido como Mumu. “Na verdade, já estava todo mundo de olho naquele muro faz tempo. Murão cinza no lado da praia… Mas era consenso de que era melhor ir todo mundo num dia do que ir um de cada vez.”

O dono do terreno, Alexandre Pereira, que mora no local há 37 anos, disse que embora já tivesse pensado em cobrir o muro com grafite, nunca falou com ninguém a respeito. “Aí eles vieram e começaram a fazer, como achei que ficou bonito, resolvi não me intrometer”, disse.

Após o encontro de sábado, outros artistas também acrescentaram desenhos e cores ao muro. Um deles é Danka Umbert, que no final da tarde de segunda-feira estava lá grafitando com um amigo. Para fazer seus grafites, ele disse se inspirar nas coisas simples da vida, como a natureza: um pôr do sol, as ondas do mar. Também pensa em músicas antigas, na beleza feminina e nos seus animais domésticos. Ele disse que costuma fazer seus trabalhos por conta própria. “Penso que fazer trabalho na rua é uma oportunidade das pessoas que não vão ao museu ou galerias verem obras de arte”, explicou Umbert.

“Depois que ‘tomamos’ o muro, ficou mais sossegado (para que mais pessoas continuem o trabalho) ”, disse Japz. “A intenção é pintar, se der pra cobrir o muro todo, melhor, o que vai acontecer, se já não aconteceu.”

[widgetkit id=1362]
Se voce quiser conhecer um pouco mais sobre arte de rua e desenho clique aqui e navegue pelo especial multimidia “Nunca parei de desenhar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.