Debates sobre racismo e questão de gênero marcam a 14ª Semana do Jornalismo

Uma programação com minicursos, cinco mesas de debate e três palestras. Com a tradicional estrutura, que já perdura 15 anos, a 14ª Semana Acadêmica do curso de Jornalismo inicia nessa terça-feira (3), abordando temas atuais da profissão e da conjuntura social brasileira, no Auditório Henrique Fontes, CCE. Entre os destaques estão a palestra de abertura com Bruno Paes Manso, representante da Ponte Jornalismo, às 19h, a mesa sobre racismo na mídia, com Djamilla Ribeiro e as militantes Alexandra Alencar e Ângela Medeiros, do coletivo 4P, na quinta-feira (5), às 15h, o debate sobre jornalismo independente com representantes da Agência Pública e dos coletivos Catarse e Desacato, na sexta-feira (6) às 15h e a palestra de encerramento com Mário Prata, às 19h.

Ao todo, serão oferecidos quatro minicursos, com inscrições encerradas: infografia, ministrada pelo jornalista Lucio Baggio, Fotojornalismo, com Cristiane Fontinha, Jornalismo de Dados, com Anna Bárbara e Direito Público, ministrado pela Profª. Sandra Regina Leal. Além dos minicursos e das palestras de abertura e encerramento, outras mesas abordam assuntos desde teoria do jornalismo e a democratização da mídia até questão de gênero. A mesa principal de quinta-feira, às 19h, do Coletivo Jornalismo sem Machismo, discute o papel da mulher na sociedade, com a pesquisadora Márcia Veiga, da UFRGS, a repórter Isa Otto, da Capricho e o coletivo “Nós, Mulheres da Periferia”.

Segundo Gabriela Pederneiras, uma das estudantes do curso que coordenam a Semana Acadêmica, a proposta da organização é propor temas que não tenham sido muito explorados nos eventos anteriores. “Junto com o Coletivo Jornalismo Sem Machismo, trazemos uma mesa só com mulheres importantes nas mídias. Com isso, pretendemos trazer esses assuntos para dentro do curso, estimulando tanto aqueles que não pensam sobre essas questões, quanto quem já pensa e queira se aprofundar. Procuramos valorizar o que é feito aqui em Florianópolis. O que, além de mostrar opções diferentes no mercado local, também facilitou na questão financeira, já que não recebemos nenhum auxílio da PRAE”, comenta.

Confira a programação completa:

programação_14_semana

 

No primeiro dia, após a discussão sobre teoria de jornalismo, com os professores Jacques Mick (UFSC) e Felipe Pontes (UEPG), mediada pelo professor Francisco Karam, a Semana também promove, em conjunto com o curso de Pós-Graduação de Jornalismo da UFSC, o lançamento do livro “Adelmo Genro Filho e a Teoria do Jornalismo”, escrito por Pontes, às 18h. Adelmo Genro Filho é um dos principais teóricos do jornalismo brasileiro.

A 14ª Semana do Jornalismo é organizada por alunos de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina, com apoio do Departamento de Jornalismo da UFSC, o Centro de Comunicação e Expressão (CCE), o Coletivo Sem Machismo, o Núcleo de Televisão Digital Interativa (NTDI) da UFSC, a Comunica!, Empresa Júnior de Jornalismo, e o Container bar.

Pensando na interação entre aluno e profissional, a Semana do Jornalismo foi criada e realizada pela primeira vez em 2000. A importância de refletir sobre a profissão levou os alunos a tornarem a Semana um acontecimento anual. As edições de 2001 e 2005 não ocorreram devido às greves na universidade.

Participaram do evento profissionais como Ricardo Kotscho, Marcos Uchôa, Marcelo Tas, Xico Sá, Ruy Castro, Rubens Valente, Marcos Sá Corrêa, Daniela Pinheiro, Clóvis Rossi, Juca Kfouri, Eliane Cantanhêde, Marcelo Canellas, Ricardo Noblat, Antero Greco, Sônia Bridi, Fred Melo Paiva, Jaguar, Cassiano Machado, Eliane Brum, equipe do Profissão Repórter e vários outros. Mais de 50 oficinas e 40 palestras já foram realizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.