50 anos da Mônica

Texto e arte: Brenda Thomé (brendathome@gmail.com)

Baixinha, gorducha e dentuça. Todos conhecem e muitos aprenderam a ler com a famosa personagem criada por Mauricio de Sousa. Em março deste ano, Mônica completou 50 anos. Desde a primeira aparição em 1963, a menina do vestido vermelho conquistou o coração de leitores e ganhou o título de dona da rua. Mais tarde, tornou-se a líder da turma responsável pela maior tiragem de revistas em quadrinho do Brasil e que sustenta o quarto maior estúdio de animação do mundo, Mauricio de Sousa Produções Ltda ou MSP.

Em 1959, Mauricio de Sousa era repórter policial na cidade de São Paulo, mas gostava mesmo é de desenhar quadrinhos. Nessa época criou os personagens Bidu e Franjinha, com os quais conseguiu emplacar as primeiras tirinhas no jornal Folha da Manhã. Com o sucesso dos personagens, Mauricio largou a profissão de repórter e passou a dedicar-se inteiramente aos quadrinhos. Na sequência, surgiram os personagens Cebolinha e Cascão, em 1960 e 1961, inspirados em amigos de infância do irmão de Mauricio, depois Chico Bento e Piteco. Finalmente em 1963, Mauricio procurava inspiração para criar personagens femininas e acabou inspirado pelas travessuras de suas filhas: aos 2 anos de idade, Mônica batia na irmã mais velha, Mariângela, com um coelhinho de pelúcia recheado de palha e Magali comia melâncias enquanto o pai desenhava na prancheta. Assim nasceram as personagens Mônica, Magali e Maria Cebolinha (a irmã mais nova do Cebolinha, inspirada em Mariângela).

Com o sucesso, os personagens deixaram os jornais e passaram a ser publicados em revistas próprias. Em 1970 foi editado o gibi nº1 da Mônica e sua Turma. Em 1972, Cebolinha ganhou seu próprio número, seguido por Chico Bento e Cascão em 1982 e Magali em 1989. Nos anos 1980, as revistas ganharam força no exterior e foram adaptadas para várias línguas. Alcançaram também o teatro e a TV. Na década de 1990 surgiu o parque da Mônica em São Paulo, que funcionou até 2010. Também nesta época surgiu o website www.monica.com.br.

Nos anos 2000, a turma chega aos cinemas com o CineGibi. Em 2007, Mônica se torna embaixadora da UNICEF, divulgando os direitos da criança e do adolescente. Em 2008, visando alcançar um novo público, a Mauricio de Sousa Produções lançou uma nova linha de revistas com histórias da Turma da Mônica Jovem. Desenhada no estilo mangá (os quadrinhos japoneses), a turminha agora tem 15 anos e vive aventuras bem diferentes daquelas com as quais o público estava acostumado. Já teve beijo na boca entre Mônica e Cebolinha e até casamento! Essa aposta de Mauricio deu certo, a Turma da Mônica Jovem é uma das revistas em quadrinhos com maior tiragem do mundo, perdendo apenas para alguns mangás japoneses. Os estúdios de Mauricio colocam 2,5 milhões de revistinhas para circular mensalmente, dominando 86% do mercado de quadrinhos nacional.

Mônica Spada e Sousa, a filha de Mauricio que originou a famosa personagem, hoje trabalha como uma das principais executivas no comando da MSP. Aos 52 anos, ela é formada em desenho industrial e mãe de dois filhos.

Confira abaixo uma história contada pela Turma da Mônica sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente:

http://www.gnial.com.br/CLIENTES/UNICEF/ESTATUTO/

monica50monica502monica503

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.