UFSC está entre as 10 melhores do Brasil

Written by cotidiano on . Posted in Arquivo, Reportagens

Primeira edição do Ranking da Folha de S. Paulo analisou 191 universidades

 Texto: Mariana Moreira ( rmoreira.mariana@gmail.com )
Na primeira análise realizada pelo Ranking Universitário da Folha de S. Paulo (RUF), a UFSC se classificou entre as 10 melhores universidades do país, alcançando a 9ª colocação. Durante oito meses, a Folha de S. Paulo estudou os índices de pesquisa, ensino, reputação no mercado de trabalho e inovação de 191 universidades e 41 centros universitários ou faculdades. No topo da lista, com 98,78 pontos, está a Universidade de São Paulo (USP), que só não atingiu a primeira posição no quesito inovação, ficando atrás da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Das Universidades da região Sul, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) ficou em 4º lugar e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 7º. Com 77,95 como pontuação final, a UFSC obteve suas melhores notas nos índices de ensino e inovação, classificando-se em 8º. Como incentivo para investir mais em pesquisas, a UFSC será beneficiada com R$ 2.760.000 fornecidos pela Capes para adquirir novos equipamentos que irão auxiliar 32 programas de Pós-Graduação de 8 centros de ensino.

A avaliação mais baixa foi a que mediu a reputação da UFSC no mercado de trabalho, com 13,06 pontos em um total de 20, ficando na 20ª posição. O índice, que é alto em comparação às outras 190 universidades, favorece os estudantes recém-formados, como foi para Felipe Andrade Lucci, formado em Engenharia de Controle e Automação desde 2007. “A entrada no mercado de trabalho foi muito tranquila, um pouco por conta das experiências nos estágios, Empresa Júnior e principalmente pelo excelente nome que o curso e a universidade tem no mercado. O fato dos alunos das diversas fases sempre se integrarem também ajuda na divulgação de vagas”. Hoje, aos 29 anos, mora no Rio de Janeiro e, há 2 meses, abriu a empresa Omatic Engenharia, onde trabalha com instrumentação, controle e automação.

Para o professor Carlos Vieira, Chefe de Gabinete da UFSC, o resultado do ranking é válido, mas não irá direcionar o futuro da Universidade. “De uma maneira geral, o que podemos dizer é que boas colocações em rankings são sempre positivas. No entanto, procuramos não pautar nossas ações por eles até porque não é raro haver questionamentos sobre a metodologia adotada e os critérios avaliados, ainda mais quando se trata de uma primeira edição”.