Programa Ciência Sem Fronteiras suspende oferta de bolsas para 2016

Texto: Vanessa Farias (vanessa.fs.93@gmail.com)

CSFlogo

O Governo Federal decidiu suspender as bolsas do Ciência Sem Fronteiras para o ano que vem por consequência do déficit do orçamento entregue ao Congresso Nacional na última segunda-feira (31). Os estudantes brasileiros que desejam estudar no exterior deverão esperar, pelo menos, por mais um ano para descobrir se o programa voltará a ser realizado. A falta de recursos financeiros e a alta do dólar foram uma das principais causas para essa decisão.

De acordo com as autoridades responsáveis pela economia do país, o Ciência Sem Fronteiras possui um orçamento máximo de R$ 2,1 bilhões, segundo apuração do jornal Folha de S. Paulo. Com essa quantia não é possível receber novos universitários no próximo ano, é apenas suficiente para manter aqueles que já estão no exterior. O valor é R$ 1,4 bilhão a menos do que o investimento destinado para este ano.

Serão 13.330 bolsas de graduação e pós-graduação custeadas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) no ano que vem e 22.610 concedidas pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

Associado aos ministérios da Ciência e Tecnologia e Educação, o Ciência Sem Fronteiras foi lançado em 2011 e, em pouco tempo, tornou-se um dos principais programas do Governo Federal na educação do país. Até 2014, o CsF, como também é chamado, abriu 101 mil vagas para os universitários que desejavam estudar fora do Brasil. Desde que a presidente Dilma Rousseff se reelegeu no ano passado, a promessa era de oferecer, durante o segundo mandato, mais de 100 mil bolsas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.