Por que não vemos crianças na UFSC?

Texto e fotos: Débora Nazário (deborahmiiller@gmail.com)

Quantas crianças você já viu em salas de aula ou nos espaços comuns da UFSC?

A resposta vai ser, muito possivelmente, “não muitas”. Poucas crianças convivem no ambiente universitário porque ele não está preparado para recebê-las. A UFSC não oferece um lugar para que filhos de estudantes fiquem durante as aulas que não seja o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI). Para conseguir uma vaga na creche, a criança participa de um sorteio universal, e não existem vagas preferenciais para filhos de alunos. Neste ano, 938 crianças foram inscritas — destas, 227 eram filhos de estudantes da UFSC e apenas sete conseguiram vaga.

Fabiane Afonso é estudante da sétima fase de Serviço Social da UFSC e mãe de Madalena, de nove anos. Ela recebe as bolsas de permanência da universidade, que não são o suficiente para manter as duas. Madalena assiste algumas aulas junto da mãe, mas nem sempre sua presença foi aceita: Fabiane conta que uma professora disse para ela, na frente de outros colegas, que alguns assuntos abordados em aula poderiam não ser pertinentes à menina. “Culturalmente, a ‘mãe estudante’ ainda é uma novidade. Esse espaço da universidade é exclusivo para estudantes jovens, de classe média e sem filhos. Ainda não estamos preparadas para entender que também é de mães com seus filhos, que são sujeitas de direito”, diz Fabiane.

“A nossa luta diária é de resistência. A minha realidade de precisar dos auxílios da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis é singular, mas no momento em que converso com outras mães estudantes, vejo que é uma demanda da instituição.” Pais e mães da UFSC passaram a conversar através de um grupo no Facebook, que tem atualmente 281 membros. Lá, trocam ideias, marcam encontros e compartilham as dificuldades das suas rotinas universitárias.

[widgetkit id=14240]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.