Policiais levam apoio à crianças com câncer em Santa Catarina

Texto e vídeo: Luciane Toledo (lucianegtoledo@gmail.com)

No mês de combate ao câncer infantil, policiais rodoviários federais realizaram uma ação no hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis. Os policiais levaram presentes e se divertiram com as crianças.

Foram distribuídos brinquedos, livros, pipoca e doces. Teve pintura no rosto e os pequenos ajudaram os policiais a rasparem o cabelo. Segundo o idealizador da iniciativa, Leandro Andrade, “a ideia do corte na máquina zero é que as crianças se reconheçam em nós, policiais, para muitos sinônimo de força, de super heróis, e assim resgatem a autoestima tão abalada em razão do tratamento contra o câncer”.

O câncer infanto-juvenil está entre as principais causas de morte na faixa etária de um a 19 anos no Brasil. Conforme o Ministério da Saúde, o país registra ao menos 11,8 mil novos casos da doença a cada ano. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado garantem a cura em 80% dos casos.

O câncer, quando acomete crianças, corresponde a manifestação de várias doenças, que têm como características o crescimento descontrolado de células e pode ocorrer em qualquer parte do corpo. De acordo com Instituto Nacional de Câncer (INCA), os tumores mais recorrentes em crianças e adolescentes são as leucemias e os do sistema nervoso central.

O Instituto estima que, em 2016, sejam contabilizados mais de 12.600 casos de câncer em crianças e adolescentes no Brasil. As regiões Sudeste e Nordeste são as que registrarão maiores números de casos novos: 6.050 e 2.750, respectivamente. Em seguida, vem as regiões Sul, com 1.320, Centro-Oeste, com 1.270, e Norte, com 1.210 novos casos.

[youtube]https://youtu.be/KcGcQOklTAo[/youtube]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.