Nota publicada pelo DCE acusa reitoria de intransigência e o autoritarismo

A nova gestão do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFSC, eleita nesse semestre , alega estar tendo problemas em relação à reitoria para organizar eventos dentro do campus. A gestão “Dias Melhores” publicou na página oficial do DCE no Facebook uma nota com o nome “Reitoria veta transmissão de jogo do Brasil”, na qual protesta contra o veto para realização do evento, que havia sido marcado para o jogo Brasil x Colômbia, na última sexta-feira.

 O DCE, juntamente com a UCE (União Catarinense de Estudantes), havia convidado todos os alunos da universidade para assistir aos dois jogos do dia – França x Alemanha e Brasil x Colômbia – na Praça da Cidadania, em frente à reitoria, com um telão de LED HD e show da banda de reggae Habitantes de Zion no intervalo entre os jogos. Não haveria venda de bebidas alcoólicas por parte dos organizadores.

No entanto, o Departamento de Assuntos Estudantis (DAE) da UFSC emitiu parecer contrário  à solicitação do DCE no dia 3, quinta-feira. O DAE não autorizou o evento alegando que não havia tempo hábil para a realização de todos os trâmites previstos na resolução nº 002/CUn/2009 que trata da realização de festas dentro da UFSC.

O DCE ainda tentou manter o evento mudando o local da Praça da Cidadania para o estacionamento da Associação Atlética dos Servidores da UFSC, mas a Reitoria buscou o Ministério Público Federal (MPF) para que impedisse a realização do evento, já que o local encontra-se dentro da Universidade.

 

10529577_10202102184268017_1157914951_n

 

Diante da proibição, o Diretório emitiu uma nota se defendendo e afirmando que “não haveria possibilidade de cumprir todos os prazos estabelecidos pela Res. 002/CUn/2009 – que não é aplicada pela PRAE com este rigor há mais de dois anos na universidade -, uma vez que sequer havia confirmação da partida há uma semana atrás” e alegando perseguição política: “No final, prevaleceu a intransigência e o autoritarismo da Administração Central e a certeza de que, hoje, na UFSC todos são iguais, mas alguns são mais iguais do que os outros.”

A nota emitida ganhou visibilidade ao ser publicada pelo jornalista Moacir Pereira, em seu blog no ClicRBS  e gerou opiniões divergentes entre os estudantes da UFSC. Alguns manifestaram apoio ao DCE, outros alegaram que a instituição está indo contra os próprios estudantes quando diz em nota: “Questiona-se o porquê de a Profª. Roselane Neckel [Reitora da UFSC] e do Diretor de Assuntos Estudantis não terem convocado o MPF quando a Reitoria foi ocupada durante o Levante do Bosque ou nas constantes festas abertas, com venda de bebidas alcóolicas e sem garantias de higiene e segurança, que são organizadas sem autorização todas as semanas dentro da UFSC.” Saiba mais sobre o Levante do Bosque clicando aqui.

O DCE marcou um novo evento para acompanhar o jogo Brasil x Alemanha na terça-feira, dessa vez na Praça Santos Dumont, conhecida pelos alunos como “Praça do Pida”, localizada fora da Universidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.