Florianópolis recebe a 21ª edição da maior festa de cultura açoriana do estado

Texto: Luize Ribas

Apresentações folclóricas, estandes e exposições culturais, além de gastronomia típica, vão fazer parte da 21ª AÇOR, a Festa de Cultura Açoriana de Santa Catarina que desde 1994 mostra a herança cultural do litoral catarinense. Florianópolis recebe pela primeira vez a AÇOR, uma realização do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) da Universidade Federal de Santa Catarina e da Fundação Franklin Cascaes com promoção da Secretaria de Cultura da UFSC e da Prefeitura Municipal de Florianópolis. O evento ocorre do dia 22 de agosto, sexta-feira, até domingo, 24, no bairro Santo Antônio de Lisboa.

Além das apresentações dos grupos culturais e folclóricos, o evento terá participação também de escolas da rede municipal de Florianópolis. Serão 15 estandes para que os alunos mostrem trabalhos e se apresentem de acordo com os conteúdos preparados nas salas de aula. Essa participação é possível porque o NEA realiza um trabalho de formação com os professores antes que o ano letivo comece. Essas escolas, escolhidas pela Prefeitura para participar, trabalham a cultura açoriana durante o ano e nos dias do evento apresentam os resultados do aprendizado.

Núcleo de Estudos Açorianos desenvolve pesquisa e atividades para o resgate da cultura açoriana no litoral catarinense há 30 anos e é vinculado á várias instituições de ensino e culturais que contribuem com essa meta, como a Universidade dos Açores de Portugal, a UDESC e a Fundação de Cultura, entre outras.

foto_5399a19349df77.07287958

Programação

A programação começa na sexta-feira ás 18h30min com a abertura dos estandes culturais e exposições temáticas; uma hora depois vai ser feita a abertura oficial por autoridades e realizadores da 21ª AÇOR; e ás 23h apresentação musical do grupo Gente da Terra, de Floripa, terminando a primeira noite do evento.

No sábado haverá um desfile com os grupos folclóricos, delegações artísticas dos mais de 40 municípios em que o NEA atua e de algumas escolas que realizaram trabalhos acerca do assunto, no Centro Histórico de Florianópolis, pois costumeiramente os desfiles são feitos nas partes centrais das cidades que recebem o evento. Pela tarde, a programação é em Santo António de Lisboa novamente, com os estandes culturais, exposições e apresentações folclóricas ao longo do dia. O show da banda Tarrafa Elétrica, de Itajaí, ás 23h, é a última apresentação do dia.

No domingo, ás 9h30min, haverá uma missa de Encontro das Bandeiras e Folias do Divino Espírito Santo na Igreja Nossa Senhora das Necessidades, de Santo Antônio de Lisboa. A programação é como nos outros dias e segue até ás 19h, quando acontece o show de encerramento “Entre luas e mares” de Regi Barcelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.