Performance esportiva do século 21 é debatida na UFSC

Written by cotidiano on . Posted in Arquivo, Reportagens

Texto: Nicolas Quadro, Leonardo Franzoni e Guilherme Pereira

Edição: Mariana Rosa (mari.rosa.90@gmail.com)

Os avanços e desafios na análise da performance dos jogos desportivos no século 21 foram um dos temas abordados na 4ª edição da Conferência Internacional de Jogos Desportivos (CIJD), que segue até esta sexta-feira (8) no auditório Garapuvú do Centro de Cultura e Eventos da UFSC. Também foi debatido o legado do desporto brasileiro e o modelo de ensino dos esportes coletivos no evento que começou quarta-feira (6) com a participação de Carlo Castagna, professor da Universidade de Roma, na Itália.

Uma das ideias discutidas foi a do uso de novas tecnologias para o desenvolvimento dessa análise. “Os dados podem ajudar bastante para uma conclusão analítica, mas tem que se ter cuidado pois os dados nem sempre estão corretos.” – afirma Castagna. Hoje em dia, varias equipes esportivas contam com um auxiliar em tecnologia na comissão técnica, que mostram vídeos, fotos, gráficos e estatísticas dos jogos aos jogadores e integrantes da comissão técnica.

Apesar disso, o professor afirma que a informação coletada nos esportes coletivos é muito complexa, e por isso ainda é preciso desenvolver mais sistemas para a aplicação dessas informações na prática. Esse foi um dos temas estudados por Castagna, que já foi coordenador científico da revista Coaching and Sports Science e é integrante da revista The Open Sports Sciences.

A CIJD é organizada em parceria pela UFSC, Udesc e Universidade do Porto (Portugal) e está programada até a próxima sexta-feira. Dentre os convidados internacionais estão os professores Mark Williams (Brunel University – Inglaterra) e Sérgio Ibañez (Universidade da Estremadura – Espanha).

Trackback from your site.

Leave a comment