Esperando pelo almoço

Written by admin on . Posted in Reportagens

Texto e fotografia: Júlia Mallmann (juliamallmann4@gmail.com)

O Restaurante Universitário (RU) do campus Trindade serve o almoço das 11h da manhã às 13h30. Nesse período serve em torno de nove mil refeições e no jantar, outras duas mil. Entre o público atendido pelo RU estão alunos de graduação e pós-graduação, alunos do Colégio de Aplicação e servidores da UFSC. E é devido a essa grande quantidade de pessoas que as filas das duas entradas são grandes e o tempo de espera pode ser longo.

A repórter Francielle Cecília entrou na fila do RU às 12h, horário em que a maioria dos alunos e servidores da universidade sai para almoçar. Acompanhe a jornada!

A diretora do RU, Maria das Graças Martins diz que o restaurante foi projetado para atender 5000 pessoas. Para ela, o tempo  de espera na fila é causado pela grande quantidade de pessoas que são atendidas. Além disso, o buffet é self-service, então os usuários acabam demorando um pouco para servir-se. Também, o tempo de funcionamento contribui para o aumento da fila, já que são apenas 2h30 para atender nove mil pessoas. Outro fator levantado é que geralmente as pessoas almoçam entre meio-dia e uma hora da tarde, estendendo ainda mais o tempo de espera.

Para a diretora, não existe demora excessiva na entrada dos usuários ao restaurante pelo fato de ainda ser utilizado o passe de papel. Mas, a PRAE (Pró-reitora de Assuntos Estudantis), o RU e a SETIC (Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação) estão desenvolvendo um sistema para controlar o acesso, em que haverá a identificação do aluno e será debitado num cartão o valor do passe -similar ao que acontece com o passe de ônibus, o usuário deverá recarregar seu cartão junto ao restaurante. A expectativa é de que até o final desse ano o sistema já esteja funcionando pelo menos para os alunos de baixa renda.

Como é feita a comida do RU?

Para preparar a comida que será servida à comunidade acadêmica, trabalham oito cozinheiros, trinta e sete auxiliares de cozinha, dois auxiliares de almoxarifado e dois encarregados de produção (supervisores). O preparo começa cedo, a partir das seis da manhã. Toda a preparação dos alimentos é fiscalizada e acompanhada por nutricionistas que também procuram levar propostas de alimentação saudável para o restaurante. No fotográfico, o processo de preparo.

Trackback from your site.

Leave a comment