Reportagem: Festival premia os melhores grupos de gêneros de dança

Written by admin on . Posted in Reportagens

Texto e imagens: Clara Comandolli (claracomandolli@gmail.com) e Suelen Rocha (

O Teatro Ademir Rosa, do Centro Integrado de Cultura (CIC), foi palco do Prêmio Desterro – 7º Festival de Dança de Florianópolis entre os dias 30 de agosto e 4 de setembro. Os gêneros contemplados foram o jazz, balé clássico, balé de repertório, sapateado, dança contemporânea, popular, urbana e de salão. Mais de 1.300 bailarinos vindos de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Santa Catarina se apresentaram em coreografias solo e em grupo.

A Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi do Brasil abriu o evento com o espetáculo “Gala Bolshoi”, composto por trechos de famosos balés de repertório, obras contemporâneas e dança a caráter. Dividida em duas partes, a apresentação trouxe também a musicalidade brasileira do samba à Bossa Nova.  Com oitos anos de concepção, o espetáculo já foi apresentado na Itália, Paraguai, Suíça e Uruguai.

 

 

Durante os seis dias de evento, pelo menos cinco mil pessoas estiveram no CIC para prestigiar às apresentações. O evento que já está em sua sétima edição tem como essência divulgar e incentivar bailarinos de alto nível técnico e artístico. Os bailarinos são avaliados por uma banca de jurados composta por três membros que escolhem qual a melhor coreografia de cada gênero. Segundo Deivison Garcia, um dos produtores do evento, o Prêmio Desterro “certamente é um dos principais festivais de dança que o estado de Santa Catarina tem hoje”, para Deivison, isso se deve pela qualidade, “nível técnico e pela quantidade de coreografias que são selecionadas para participar”. Ao total, 254 coreografias concorreram a premiação.

 

 

Premiação

Aos participantes foi disputada a premiação total de R$ 21 mil, distribuída entre os melhores bailarino e bailarina, os vencedores de cada gênero de dança, o destaque do evento e o grande campeão. Dos 104 grupos que disputaram o grande prêmio, o Ballet Margô, de Caxias do Sul-RS, foi o grande contemplado do Festival, levando o título pela primeira vez para o Rio Grande do Sul, e o valor de R$ 10 mil reais como premiação. Ao longo do evento, também foram indicados bailarinos para a seletiva nacional do Youth America Grand Prix (YAGP), que ocorre no próximo semestre, em  São Paulo.

Conheça alguns dos bailarinos que competiram no evento: