Sala Individual de Estudos da BU é aberta

Texto: Natália Duane (nataliduanedesouza@gmail.com)

Desde segunda-feira (9), os alunos da UFSC podem se preparar para as provas na Sala Individual de Estudos, no piso térreo da Biblioteca Universitária. Embora o prédio ainda esteja fechado por causa da greve dos servidores, que teve início no começo do semestre, os alunos podem acessar no local através de uma entrada externa, ao lado da sala da Pró-reitoria de Assuntos Estudantis. Uma funcionária faz o controle da entrada e saída de alunos, que devem registrar nome e número de matricula em um caderno. O horário de funcionamento é das 8h às 20h, de segunda à sexta.

A abertura do local se deu através de um memorando assinado pela vice-reitora Lúcia Pacheco na última sexta-feira (6), em resposta aos alunos que reivindicavam um espaço de estudo em audiência na última semana. Estudantes planejaram duas vezes, através de eventos no facebook, ocupar a biblioteca por um dia em manifestação à paralisação do serviço. O principal argumento é que alunos passam o dia na universidade sem um espaço adequado para estudos em final de semestre, com datas de provas e trabalho se aproximando.

[widgetkit id=5257]

Sem o espaço da biblioteca, estudantes ficam em seus próprios centros de ensino, sem um local específico para estudos – já que bibliotecas setoriais também estão fechadas. Alunos utilizam salas de aula que professores não ocupam para as aulas, além de bancos e mesas espalhadas pelos prédios.

O laboratório de informática do CCE pode ser utilizado por alunos do centro, mediante apresentação de matricula. O local, com mais de 70 computadores, fica aberto entre 8h20 e 22h. Nem sempre todos os computadores vão estar disponíveis, já que o laboratório – que é divido em três espaços – é reservado para aulas de cursos do centro.

[widgetkit id=5259]
 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.